Detalhe do produto

Exército e política no Brasil: origem e transformação das intervenções militares (1831-1937)

Livro Impresso ISBN: 9788522518142 Edição: 1 Ano: 2016 Largura: 16.00 cm Comprimento: 23.00 cm Peso: 600 gramas Número de Páginas: 360

Outro Formato

Ebook

SAIBA MAIS

Exército e política no Brasil: origem e transformação das intervenções militares (1831-1937)

Autor(es): Sergio Murillo Pinto
Obras do autor

Este livro analisa as intervenções do Exército na vida política brasileira, desde a independência até a consolidação do Estado Novo. Sua atividade política é marcante a partir do movimento republicano, mas até o final da Primeira República é restrita a grupos em geral sem organização. Essas experiências, porém, contribuem para dar origem a um novo tipo de intervenção, concebida e executada pela cúpula e identificada com o Exército como um todo.

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO I - O EXÉRCITO NO IMPÉRIO

A herança colonial 
A desagregação 
O Exército no período regencial 
O Exército no apogeu do Império 
Sinais de insatisfação no Exército 
As mudanças na Escola Militar 
A guerra contra o Paraguai e a crise do Império 
O Exército e a crise do Império 
A Escola Militar da Praia Vermelha 
O Exército dividido e a união da “classe” 
A queda do Império 

CAPÍTULO II - OS MILITARES E A REPÚBLICA OLIGÁRQUICA

Os militares no poder 
O jacobinismo 
As oligarquias no poder 
O Rio Grande do Sul e o Exército 
O “entusiasmo profissional” 
As “salvações” 
Os “jovens turcos” 
O serviço militar obrigatório 

CAPÍTULO III - O MOVIMENTO TENENTISTA 

As continuidades no pensamento militar brasileiro 
Aspectos do novo contexto histórico 
O Exército no pós-guerra 
A Reação Republicana 
A centelha e o 5 de julho 
A política inquisitorial 
Os “tenentes” falam da rebelião 
As rebeliões de 1924 
A Coluna Prestes 
Exílio e novos rumos 
Uma reavaliação do Tenentismo

CAPÍTULO IV - DA “REVOLUÇÃO DE 30” À “REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA” 

Cenário e antecedentes 
Os principais atores e a conspiração 
A ação armada 
O movimento “pacificador” 
O fim da Primeira República 
O início do Governo Provisório 
O núcleo do poder e os “tenentes” 
A instabilidade no Exército 
A Escola Militar e a Missão Francesa 
A Legião de Outubro 
O Clube 3 de Outubro 
O “caso de São Paulo” e as pressões sobre o governo 
Ofensiva paulista e reação do Clube 3 de Outubro 
Conspiração aberta e confronto inevitável 
A “Revolução Constitucionalista” e seus desdobramentos 

CAPÍTULO V - A CONSTITUIÇÃO, A TRAMA E O GOLPE 

Introdução

A dependência mútua 
O Clube 3 de Outubro e os “tenentes” 
Transição para a segunda fase 
O processo de constitucionalização 
A eleição de Vargas e a nova Constituição 
Góis: um retrato escrito e falado 
A essência da “doutrina Góis” 
Os fundamentos da doutrina 
A reestruturação acelerada 
Frustração e recuo 
Polarização ideológica e confronto 
A repressão 
A remoção dos últimos obstáculos 
A consumação do golpe 

CONSIDERAÇÕES FINAIS 

REFERÊNCIAS 

O Globo | RJ | 16/4/2016

Impresso

R$ 54,00

COMPRAR
SOB DEMANDA! Vamos produzir este livro sob demanda para você! Foram acrescidos 10 dias ao prazo do frete dos Correios para esta produção.