Detalhe do produto

Dicionário histórico-biográfico da Primeira República (1889 - 1930)

Livro Digital Adobe Digital Editions Programa indispensável para download. ISBN: 9788522516582 Edição: 1 Ano: 2015

Dicionário histórico-biográfico da Primeira República (1889 - 1930)

Coordenador(es): Alzira Alves De Abreu
Obras do autor

O Dicionário histórico-biográfico da Primeira República tem a finalidade de oferecer aos estudiosos, e a todos os interessados em conhecer a história política do Brasil, dados, informações e análises sobre o período que vai da Proclamação da República, em 1889, até a Revolução de 1930. Recuando no passado, a obra dá continuidade ao trabalho iniciado com o primeiro dicionário histórico produzido pelo Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil da Fundação Getulio Vargas (CPDOC-FGV), coordenado por Israel Beloch e por mim: o Dicionário histórico-biográfico brasileiro 1930-1983, obra pioneira publicada em 1984, reeditada em 2001 sob o título Dicionário histórico-biográfico brasileiro pós-1930, e relançada em 2010 em versão on-line. Desde a sua primeira versão, o DHBB tornou-se um instrumento de trabalho indispensável para todos os pesquisadores e estudiosos da história recente do país, comprovando-se assim a importância desse tipo de obra. Com este novo dicionário, pretendemos completar o arco de informações necessárias ao estudo da história de todo o período republicano.

Como usar o Dicionário:

Os títulos dos verbetes constituem as entradas pelas quais devem os temas e biografias ser procurados no Dicionário.

Adotou-se em princípio como título do verbete a forma mais consagrada do nome que designa o personagem ou o tema. Visou se com essa atitude garantir um atributo essencial do bom dicionário: possibilitar ao usuário a localização mais simples e imediata do verbete requerido. Grande multiplicidade de entradas remissivas para as formas alternativas procura assegurar uma busca bem sucedida do item desejado.

No caso biográfico, a entrada se faz, quase invariavelmente, pelo último nome da forma consagrada, que aparece em maiúsculas (versal), seguido, após a vírgula, do primeiro ou primeiros nomes dessa formal. Veja os exemplos:

   ALVIM, Cesário

   FRANCO, Virgílio de Melo

   GUIMARÃES, Carlos

 Mesmo quando o personagem se consagrou por um duplo nome de família (sobrenome), a entrada é feita pelo último deles, como se vê abaixo:

   SOARES, José Eduardo de Macedo

   FRANCO, Afrânio de Melo

Não se encontrará, portanto, entradas do tipo MELO FRANCO ou MACEDO SOARES, rogando-se ao leitor que, as tendo procurado, não suponha de pronto a inexistência da biografia correspondente.

Há duas exceções a essa regra. A primeira, é o caso dos sobrenomes duplos orgânicos, ou seja, daqueles em que os dois nomes, pela própria origem, só existem conjugados. Nesses casos, efetua se a entrada em ordem direta, pelo primeiro desses nomes, como em:

   CASTELO BRANCO, Sérgio

   VILAS BOAS, João

(Continua no arquivo)

Ebook

R$ 45,00

COMPRAR