Detalhe do produto

Livro Impresso ISBN: 9788522506668 Edição: 1 Ano: 2008 Largura: 16.00 cm Comprimento: 23.00 cm Peso: 320 gramas Número de Páginas: 200

Outro Formato

Ebook

SAIBA MAIS

Não matarás: desenvolvimento, desigualdade e homicídios

Autor(es): Fundacao Terra, Glaucio Ary Dillon Soares
Obras dos autores

Gláucio Ary Dillon Soares analisa o homicídio numa perspectiva histórica e comparada: no Brasil e no mundo, através dos tempos. Utilizando diferentes pontos de vista teóricos e metodológicos, ele correlaciona essas mortes violentas com variáveis econômicas, culturais, demográficas e sociais: desenvolvimento econômico e social, urbanização, metropolização, favelas, migrações, densidade demográfica, idade, raça, gênero, estrutura da família, religião e religiosidade. A contribuição das políticas públicas, as teorias mais comuns e as questões metodológicas, inclusive a qualidade dos dados disponíveis, também passam pelo crivo analítico do autor.

A história da violência: tempo e espaço em busca de uma teoria

Séculos XIX e XX

O caráter estrutural das mortes violentas

Covariatas estruturais

 

 

Desenvolvimento econômico e homicídio

Desenvolvimento social e homicídio

Urbanização e homicídio

Desigualdades espaciais internas das cidades, favelas, e o homicídio

Migrações e homicídio

Variáveis sociodemográficas e homicídio

A família

A religião

Gerações, coortes e grupos de idade

Subculturas regionais da violência e homicídio

As covariatas estruturais e as variações espaciais em um mesmo país da América Latina

Algumas questões de método

 

 

Viver em um lado, matar e morrer no outro

Mortes com intencionalidade desconhecida e mortes com causas ignoradas

A má qualidade dos dados

O subregistro dos crimes

Estados e municípios com informação irregular

Problemas de multicolinearidade nas análises agregadas do homicídio

Algumas questões teóricas

 

Teorias do crime e teorias da sociedade aplicadas ao crime no contexto brasileiro: a desvinculação macro-micro

Homicídio e racionalidade econômica

Macrocovariatas como contexto-dependentes

As variáveis políticas como contexto

A Colômbia e as explicações estruturais

Colômbia: três cidades, três programas, três resultados

Tolerância zero

Programas dirigidos a populações específicas

A vinculação macro-micro

Os tipos de homicídio

 

Impresso